Disney revela o nome de seu serviço de streaming que será lançado no fim de 2019

Por Rafael Rodrigues da Silva | 08 de Novembro de 2018 às 22h00

Durante reunião com investidores para apresentar os resultados financeiros do trimestre, o CEO da Disney, Bob Iger, revelou várias novas informações sobre o tão comentado serviço de streaming da companhia. A principal dessas revelações é o nome do serviço: segundo revelado por Iger, o que promete ser o grande rival da Netflix na “guerra dos streamings” irá se chamar Disney+, e deverá ser lançado apenas no final de 2019.

Iger também confirmou que, até o ano que vem, todos os conteúdos pertencentes à Disney (filmes, animações, programas infanto-juvenis) serão retirados do catálogo da Netflix para serem repassados ao Disney+. E, com a finalização da compra da Fox, é bem provável que a empresa faço o mesmo com os conteúdos de seu novo canal, o que deverá tirar do catálogo da Netflix produções como Os Simpsons, Gotham, Prison Break e House.

Também foi confirmada uma série de novos conteúdos que serão feitos especialmente para o Disney+. Dos rumores sobre novas produções da Marvel, o CEO confirmou a produção de uma minissérie sobre o personagens Loki, Feiticeira Escarlate e uma série conjunta do Falcão com o Soldado Invernal, todas estreladas pelos mesmos atores que já interpretaram os personagens no cinema. Já para o universo de Star Wars, além da já confirmada The Mandalorian, Iger também revelou a existência de uma série que funcionará como prequela do filme Rogue One, focada no personagem Cassian Andor (interpretado por Diego Luna). Ainda sem nome definido, a série será um thriller de espionagem que mostrará a criação da Aliança Rebelde. E no lado mais "adulto" do serviço, também foi confirmada uma nova série baseada no filme Alta Fidelidade, que por sua vez é baseado no livro de mesmo nome do escritor Nick Hornby.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já entre as produções infanto-juvenis, Iger confirmou que a empresa fará um reboot da franquia High School Musical, além de uma animação baseada na franquia Monstros S.A. e uma nova temporada de Star Wars: A Guerra dos Clones. Além dessas, também foi confirmada uma nova animação dos Super Patos, sucesso da Disney em 1997 que contava a história de cinco patos gigantes alienígenas que jogavam hóquei profissional durante o dia, e à noite combatiam o crime batendo na bandidagem com seus tacos.

Além de novas séries, o CEO também revelou três novos filmes que serão exclusivos do serviço: um chamado Noel, onde Anna Kendrick interpretará a filha do Papai Noel, e Togo, um filme com William Dafoe baseado em um acontecimento histórico conhecido como "A Grande Corrida da Misericórdia," quando um trenó puxado por cachorros atravessou todo o território do Alasca em com uma carga de remédios para difteria em apenas cinco dias, evitando que a doença matasse toda a população da pequena cidade de Nome, e uma adaptação em live action (com atores reais) de A Dama e o Vagabundo.

Além dos anúncios, a Disney também já colocou no ar o site do Disney+ que, por enquanto, só mostra o logo de algumas das companhias que farão parte do serviço, como Marvel, Pixar e National Geographic.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.