Voo de teste com nova cápsula da SpaceX para a NASA acontece dentro de um mês

Por Patrícia Gnipper | 08 de Janeiro de 2019 às 12h30
SpaceX
Tudo sobre

SpaceX

Saiba tudo sobre SpaceX

Ver mais

E a SpaceX avança nos preparativos para fazer o primeiro voo de teste da nova nave da companhia, que será usada pela NASA em futuras missões para a Estação Espacial Internacional (ISS), como parte do Commercial Crew Program, que vai contar com empresas privadas nesses transportes, fazendo com que a agência espacial dos EUA se independa da Rússia nesse sentido.

A empresa de Elon Musk fará o primeiro voo de teste, não tripulado, dentro de um mês. Oficialmente, a NASA tinha combinado a data de lançamento para o dia 17 de janeiro, mas esse prazo precisou ser estendido por "questões técnicas", além do fato de que os EUA estão com paralisação parcial em atividades do governo. Mais de 90% dos funcionários da NASA estão em licença durante a paralisação, por sinal.

A plataforma que faz a ponte entre a base e a espaçonave para os astronautas parece coisa de filme de sci-fi (Foto: SpaceX)

O sucesso deste voo inaugural sem tripulação colocará a SpaceX como a primeira empresa privada a lançar seres humanos para a ISS, quando o primeiro voo tripulado acontecer. E, para a NASA, o sucesso deste primeiro teste significa que a agência terá, novamente, a liberdade de enviar seus astronautas à ISS de maneira independente.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Contudo, o voo de teste da cápsula da SpaceX, a bordo de um foguete Falcon 9, será arriscado, já que este foguete com esta nave nunca voaram juntos nesta configuração. E Musk não está alheio aos riscos, dizendo que "voos inaugurais são especialmente perigosos, já que há muito hardware novo". E, ainda que a NASA não queira focar nas dificuldades e perigos, Wayne Hale, atual consultor da NASA e ex-gerente do programa de ônibus espaciais, disse que Musk, ao elencar os riscos, está apenas declarando o óbvio, não exatamente sendo pessimista.

"Os primeiros voos de novos veículos espaciais carregam riscos inerentes. Nunca é possível testar todo o sistema integrado em todo o ambiente de voo. Testes em solo e testes de ambiente parcial fornecem alguma confiança, mas não há nenhum teste como um voo real", declarou. Contudo, a SpaceX tem alguma vantagem nesse sentido, já que o foguete Falcon 9 já foi usado dezenas de vezes, tendo transportando uma versão da cápsula Dragon à ISS 16 vezes até então.

Quase tudo pronto para o primeiro voo (Foto: SpaceX)

Mas, pensando nos voos tripulados, a empresa precisou mudar drasticamente a construção e design da cápsula, o que incluiu tirar os painéis solares das asas, incorporando-os à espaçonave. Após o voo inaugural e não tripulado da nova cápsula, chamada Crew Dragon, acontecerá um primeiro voo tripulado, também em caráter de testes, com os astronautas Doug Hurley e Robert Behnken a bordo — e isso pode acontecer até o final do primeiro semestre.

Fonte: ARSTechnica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.