Rumor | Uber deve adquirir startup de Seattle visando tecnologia autônoma

Por Felipe Ribeiro | 21 de Junho de 2019 às 15h15
Uber
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

Rumores dão conta de que a Uber estaria de olho na startup de Seattle Mighty AI. O acordo poderia alimentar as ambições tecnológicas de automóveis autônomos da gigante dos transportes, que tem testado veículos autônomos em uma instalação de robótica em Pittsburgh há anos e planeja começar a implantar táxis autônomos em estradas públicas em 2020, após alguns contratempos.

Três fontes anônimas contaram ao site The Information que a Uber realizou “conversas recentes” para comprar a Mighty AI, que desenvolve dados de treinamento para modelos de visão computacional.

O poderoso CEO da AI, Daryn Nakhuda, recusou-se a comentar a esses rumores, quando contatado pelo site GeekWire.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Sistema da Might AI em funcionamento/ Imagem: Might AI

Um porta-voz, da Uber, por sua vez, disse que "geralmente não comentamos sobre rumores de aquisição".

Quem é a Mighty AI?

Fundada em 2014, a Mighty AI fabrica softwares que ajudam os sistemas de visão computacional a rotular e identificar objetos. O programa de veículos autônomos é o foco da empresa, embora os clientes de outras áreas também tenham encontrado aplicativos para a tecnologia, como checagem de identidade e agricultura de precisão.

A empresa foi lançada originalmente com o nome de "Spare5", a primeira spinout criada no Madrona Venture Labs, em 2014. A ideia era que as pessoas passassem cinco minutos ou mais realizando pequenas tarefas como marcação de fotos, adivinhação de preços ou levantamento de pesquisas em seus dispositivos móveis.

A startup foi reinaugurada sob seu novo nome em 2017, quando levantou US$ 14 milhões (R$ 53,62, na cotação atual) em uma rodada de financiamento e aperfeiçoou a venda de "dados de treinamento como serviço". Ela ainda aproveita as percepções das pessoas para ajudar a fortalecer os mecanismos de IA — por exemplo, identificando objetos ao longo da estrada que poderiam ser possíveis obstáculos — e continua a operar o aplicativo Spare5.

"Hoje, os dados das empresas são altamente proprietários, e é caro coletar e fazer anotações", disse Nakhuda, ao GeekWire, no início deste ano, depois que a empresa foi indicada como finalista do GeekWire Awards.

Hoje, a Mighty AI possui 74 funcionários no LinkedIn, com escritórios adicionais em Detroit e Boston. Suas páginas no Twitter e no próprio LinkedIn estão sem movimentação desde maio.

O total do financiamento até agora é de US$ 27 milhões (R$ 103,4 milhões), mas não é de conhecimento do mercado quando a Uber pagaria pela aquisição da empresa. Os patrocinadores que hoje investem na Mighty incluem a Intel Capital, a GV, o Foundry Group, o Madrona Venture Group e a New Enterprise Associates (NEA).

Fonte: GeekWire

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.