Comparativo 185 / 206 vídeos

Comparativo | Moto Z3 Play vs Moto Z2 Play

07:18 | Por Wellington Arruda | 13 de Agosto de 2018

Agora que a Motorola já tem uma linha de smartphones mais unificada e parecida esteticamente, foi a hora de trazer updates funcionais e atuais. Itens como um display maior, corpo com pequenas alterações e hardware equiparável ao mercado seguem na aposta, o que pode fazer muita gente questionar: vale trocar o Z2 Play pelo Z3 Play?

Esteja você com essa dúvida na cabeça ou pensando em comprar um smartphone intermediário premium, vamos lá conferir este comparativo.

CONSTRUÇÃO

O visual dos celulares é muito subjetivo, e depende do seu gosto. Então, se você gosta da linha Moto Z, vai perceber que o desenho básico destes dois smartphones é o mesmo. Cantos arredondados, pegada firme, corpo “fino” e câmeras realmente saltadas que encaixam nos Moto Snaps se repetem, mas com algumas mudanças.

Diferente do alumínio predominante no Z2 Play, o Z3 Play passa para o Gorilla Glass 3 na traseira. Notavelmente, o modelo anterior pode levar uma grande vantagem numa queda ocasional.

O leitor de impressão digital, que é na frente do Z2 Play, agora fica na lateral direita do Z3 Play e numa posição que facilmente pode ser encostada sem querer. O novo modelo segue com proteção contra respingos d’água, mas deixa de fora a entrada P2 para fones de ouvido.

Só que o Moto Z3 Play é um smartphone bonito, assim como o Z2 Play. Neste caso, considere estes aspectos citados na hora da escolha, pois como já falamos, esta é uma parte bem subjetiva. O novo modelo traz refinamentos, e o anterior continua sendo muito prático. Qual deles você escolheria?

Vencedor: empate.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

A Motorola continua utilizando a tecnologia Super AMOLED nesta terceira geração do Moto Z Play. No entanto, as 5,5 polegadas do Z2 Play se transformaram em 6 polegadas no Z3 Play, e com aspecto 18:9. A resolução, no caso, passa de Full HD para Full HD+, mas o “upgrade” é apenas para adaptar o novo padrão da tela.

Estes dois painéis têm cores fiéis, brilho intenso e boa legibilidade mesmo em ambientes ensolarados. O alto-falante deles não é estéreo e com qualidade bem padrão, mas assistir um filme ou episódio de alguma série é mais imersivo no novo smartphone.

Vencedor: Moto Z3 Play.

USABILIDADE + DESEMPENHO

No caso do Moto Z2 Play, estamos lidando com um smartphone que traz chipset Snapdragon 626 de 2.2 GHz, 4 GB de RAM e 64 GB de memória. No lado do Z3 Play, o chipset é o Snapdragon 636 de 1.8 GHz, só que com núcleos Kryo 260 no lugar dos Cortex-A53. Ele repete, porém, a quantidade de RAM e armazenamento.

Só que há algo interessante neste conjunto: o Z2 Play traz slots dedicados para dois chips de operadora e um para microSD, e o novo modelo, infelizmente, traz um híbrido.

A nova geração da linha Moto Z tem a vantagem de funcionar com mais fluidez e por gestos, já que não há nenhum botão na frontal. Em tempo, ambos rodam Android 8.1 Oreo com os recursos do Moto Ações, Voz, Tela e outros adicionais da companhia.

Mas, respondendo a grande dúvida, o ganho de desempenho não é enorme no novo modelo, mas existe. Alguns aplicativos carregam mais rápido no novo modelo, e os apps em segundo plano não costumam ser fechados com a mesma velocidade do Z2 Play.

Vencedor: Moto Z3 Play.

CÂMERAS

Chegou a hora da linha Z Play receber duas câmeras na traseira. O Z3 Play tem um conjunto de 12 MP (f/1.7) e outra de 5 MP (f/2.2), com foco PDAF e recursos para fotos com o fundo desfocado, ou de cor seletiva, ou então para recortar objetos das imagens. Ele também conta com auxílio do Google Lens, que ainda funciona de maneira limitada para identificar objetos e locais.

Já no Z2 Play, o conjunto é de 12 MP (f/1.7) na traseira e 5 MP (f/2.2) na frontal. Ele traz foco por laser, PDAF e, assim como o seu irmão mais novo, grava vídeos em [email protected] fps ou [email protected] fps.

A câmera frontal do Z3 Play passa a ter, porém, 8 MP (f/2.0). Ainda que este sensor faça imagens com nível não muito alto de detalhamento e fidelidade, o upgrade é notável em relação ao Z2 Play. No entanto, considere que ele não tem mais um flash LED.

No caso dos sensores traseiros, o Z3 Play recebeu novos recursos e, aparentemente, melhorias no pós-processamento, já que não presenciamos borrões (ou “correções) em objetos distantes, algo que acontece no Z2 Play. E isso especialmente em locais com baixa iluminação.

Moto Z3 Play.

BATERIA

Os mesmos 3.000 mAh do Moto Z2 Play estão presentes no Z3 Play. Ainda que existam melhorias no software e componentes mais econômicos, a autonomia de ambos pode ser muito parecida. Neste caso, considerando nossos testes, ambos atingiram autonomia de 16 a 18 horas em uso.

Assistindo vídeos no YouTube, o Z3 Play teve uma descarga média de 12% por hora, contra 10% da última geração. A “vantagem” do Z3 Play seria o Carregamento Rápido 4.0, mas a tecnologia da Qualcomm funciona muito bem no Z2 Play.

Vencedor: empate.

PREÇO

Anunciado por R$ 2.299, o Moto Z3 Play pode ser encontrado por aprox. R$ 1.900 a R$ 2.000. Já o Z2 Play, anunciado por R$ 1.999, tem preço médio de varejo entre R$ 1.500 e R$ 1.600. Estes, no caso, são valores apenas para os aparelhos sem nenhum Moto Snap.

Vencedor: Moto Z2 Play.

QUEM GANHA?

A disputa entre a linha de intermediários premium está ficando acirrada. Desta vez, o resultado ficou assim:

  • Moto Z2 Play: construção, bateria, preço.
  • Moto Z3 Play: construção, display e multimídia, usabilidade + desempenho, câmeras, bateria.

Agora, é preciso entender que o Z3 Play é um upgrade massivo em alguns aspectos, e o display talvez seja o de maior destaque. No caso, considere que o Z2 Play continua sendo uma opção muito boa no mercado atual, já que ele traz visual em alumínio, o mesmo suporte aos Moto Snaps e bateria de duração semelhante.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.